Quantas pessoas se sentem mal com a papada, aquele excesso de pele e gordura que fica logo abaixo do queixo e que muitos denominam de “queixo duplo” e que dá a sensação de pessoa gorda.

Para se fazer uma correção adequada é preciso inicialmente que se estabeleça a causa da deformidade.

As causas em geral são três e podem aparecer isoladas ou não.

A primeira causa está ligada ao excesso de gordura, ou seja, todas as estruturas dessa região estão normais, há apenas uma sobra de gordura. A segunda refere-se à musculatura do assoalho da boca que pode ter ficado frágil com o passar da idade e/ou estar mal posicionada. A terceira causa possível é a retro posição ou um mau desenvolvimento da parte óssea principalmente ao que se refere à mandíbula que provoca alteração de posição e tamanho do queixo.

Quando o problema é apenas excesso gordura, realiza-se uma lipoaspiração, o que costuma ser suficiente para corrigir a papada.

A situação mais freqüente é a associação do excesso de gordura com o mau posicionamento da musculatura do assoalho da boca. Para correção deste quadro será necessária a realização de uma lipoaspiração da papada seguida de um pequeno corte abaixo do queixo para se tratar a musculatura e se refazer o ângulo mandíbulo-cervical adequado.

Em casos mais severos onde o problema é a falta do crescimento e projeção da mandíbula, o chamado “retrognatismo”, a cirurgia é mais complexa e o paciente deverá ser submetido a uma fratura óssea planejada fazendo-se o avanço da mandíbula.

No caso da correção ser só das partes moles, ou seja, gordura e músculo, a cirurgia é realizada sob anestesia local saiba mais podendo ser associada a uma sedação leve saiba mais e sempre em ambiente cirúrgico para se evitar infecção.

A cicatriz remanescente fica bem disfarçada e o resultado final compensa a presença da cicatriz. A cirurgia dura cerca de 1 a 2 horas e o edema permanece por algumas semanas. Tão logo o paciente suporte, sessões de drenagem linfática devem ser realizadas com a finalidade de acomodar e modelar a região operada.

O resultado é notado em algumas poucas semanas ou em certos casos após alguns meses variando de pessoa a pessoa. É bastante rara a necessidade de refinamento da cirurgia e quando for necessário, deverá ser realizado somente depois de seis meses ou mais da cirurgia.

A pessoa permanece internada por algumas horas, quando estiver bem recuperada é liberada para casa e retorna em períodos regulares para reavaliação. A retirada dos pontos é feita em cerca de sete dias.

Dr. Assaad Naim

Cirurgião Plástico

Deixe uma resposta