As mamas femininas fazem parte do conjunto de características sexuais secundárias da mulher.

Toda mulher passa a puberdade na expectativa do crescimento das mamas.

Quando a adolescente não vê seu peito crescendo como às das outras meninas ela pode se frustrar, porém quando ela percebe que suas mamas cresceram além do tamanho das demais isso pode causar um transtorno ainda maior. Vemos com freqüência mulheres que apresentam um volume tal que dificulta o uso de biquíni, sutien e por vezes proíbem-na de colocar certas roupas como, por exemplo, blusa regata.

Nesses casos notamos que surge um sentimento de vergonha perante as pessoas e às vezes até frente ao parceiro. Muitas são as mulheres que convivem com esse problema.

Se você faz parte desse grupo feminino que tem as mamas grandes e pesadas e que além do que já foi dito ainda apresenta dor crônica nas costas, já deve saber que a solução está em diminuir o volume e reduzir o peso das suas mamas.

A cirurgia para diminuição do tamanho e volume das mamas é uma das cirurgias plásticas mais procuradas e realizadas no país. Existem mais de 160 técnicas para se operar as mamas, isso acontece devido a uma variedade muito grande de formatos e tamanhos de mamas somados a diversos tipos de tórax. Atualmente procuramos utilizar técnicas que preservem os canais por onde sai o leite para que a mulher, após um ano a um ano e meio da cirurgia possa amamentar.

Algumas pacientes querem que suas mamas mudem de formato e sejam, por exemplo, como as metades de uma pêra, mas originalmente elas são achatadas, conhecidas como “discóides”. Certas características não têm como ser alteradas.

Ao procurar um Cirurgião Plástico tenha em mente que não é possível mudar o formato da mama ou do tórax, o que a cirurgia faz é reposicionar, aliviar o peso e remodelar as mamas.

As cicatrizes decorrentes dessa cirurgia variam de tamanho e localização dependendo de cada caso e apesar de permanentes sempre ficam escondidas dentro do biquíni ou do sutien fazendo com que ninguém as veja se você não quiser.

A sensibilidade assim como a consistência é quase sempre mantida podendo estar alterada apenas em casos especiais.

A cirurgia é realizada na maioria das vezes sob anestesia geral saiba mais, quando necessário realizamos inicialmente a lipoaspiração da região lateral das mamas com a finalidade de eliminar a gordura desse local promovendo um contorno mais harmonioso. Quando possível a cirurgia pode ser realizada sob “bloqueio intercostal” saiba mais que anestesia apenas a região anterior do peito em outras oportunidades, o anestesista pode fazer uma anestesia peri-dural saiba mais.

A paciente permanece internada em geral por um dia e volta as suas atividades cerca de 20 a 25 dias depois de operada. Sessões de drenagem linfática podem ser necessárias após a cirurgia e o seu médico saberá lhe orientar quanto ao número e à freqüência das sessões.

Apesar de todo capricho, esforço e habilidade do Cirurgião Plástico, o resultado dessa cirurgia depende muito dos cuidados tomados no período pós-operatório. Repouso, pouca movimentação de braços, retornos pós-cirúrgicos além da observação rigorosa às orientações médicas irão favorecer o seu resultado.  

Venha fazer uma consulta e esclareça as suas dúvidas.

Dr. Assaad Naim

Cirurgião Plástico

Deixe uma resposta