Frequentemente recebemos pessoas que sofrem com o excesso de pele e gordura que se depositam na face interna das coxas, algumas vezes esse depósito está localizado apenas na parte superior, em outras o excesso de pele e gordura se estende por toda coxa e em casos mais severos há a formação de uma espécie de papada nos joelhos.

O aumento de gordura nessa região costuma estar relacionado com o ganho de peso, porém o excesso de pele com presença de dobras, ao contrário da primeira situação, normalmente surge após um grande emagrecimento.

Cada caso deve ser tratado de maneira diferente e utilizando-se técnicas distintas.

Quando o problema é um pequeno excesso de gordura levando a um atrito das coxas e o aparecimento de assadura nesta região, a lipoaspiração pode ser a solução.

Quando além da gordura identificamos excesso de pele, acreditamos que a lipoaspiração isolada não consiga tratar adequadamente esses casos e para tanto realizamos uma cirurgia com a finalidade de eliminar os tecidos que estão sobrando removendo então, pele e gordura. Nesta cirurgia que visa eliminar apenas o excesso da parte superior da coxa, a cicatriz em geral fica disfarçada na prega da virilha e não costuma aparecer nem quando se usa trajes de banho.

Na avaliação do paciente podemos encontrar situações onde o excesso de gordura e pele acomete a parte superior, metade da coxa ou ainda estende-se à parte inferior podendo chegar até o joelho, cada situação necessita de uma abordagem diferenciada resultando em cicatrizes proporcionais ao tamanho da cirurgia proposta.

Quando falamos assim parece que o resultado desta cirurgia é ruim, porém é exatamente o contrário. Os benefícios que o paciente obtém com o lifting de coxas são enormes e com freqüência mudam hábitos de vida da pessoa.

A cirurgia é sempre realizada em ambiente cirúrgico sob raquianestesia saiba mais ou anestesia peridural saiba mais e tem duração variável dependendo da área a ser tratada. Quando a correção deve ser feita somente na parte superior da coxa, a cirurgia dura em média três horas, porém quando se deve tratar a coxa toda incluindo a parte de dentro do joelho a cirurgia pode se prolongar por até sete horas.

O paciente permanece por um ou dois internado e deve fazer repouso de quinze a vinte e um dias quando começa a retomar suas atividades diárias. Apesar de ser tratada uma grande área, as pessoas não costumam referir dor importante e a recuperação costuma ser bem tranqüila.

Dr. Assaad Naim

Cirurgião Plástico

Deixe uma resposta